cartaz de rua 3

28 de mai de 2011




Lady Vingança toma pulso

da situação. Suaves como a mentira

histórias antigas emigram para o vale nevado...




cartaz de rua 2

27 de mai de 2011

Espana a casa,

desespera de histórias reais,
esculpe uma nova face


(até tirar sangue)


escreveria um conto,

ao inverso do dele.












cartaz de rua

26 de mai de 2011



Kiki sabe que o corpo sabe o que a alma nega o desejo afirma...

Embrace Egon Schiele

25 de mai de 2011



Descolaram os corpos.


Depois, os desejos.


Perderam-se.



Conversa com Egonn Schiele4

22 de mai de 2011



Pensamentos triviais

repousam na musculatura

Ontem não conta mais


O dia, tapete silencioso,


aguarda o correio atrasado.

Conversa com Egon Schiele 3

20 de mai de 2011




They´re similar, but they´re dissimilar

Folhas,dedos, irmãos?

desejos, modos de sentir, pensar

postos um sobre o outro

diferem nas bordas

parecem cansados...

Conversa com Egon Schiele 2

19 de mai de 2011



Marcas roxas , memórias literais, da pele muito branca, mantêm acesas pupilas no centro exato do Jardim da Insônia.

Conversa com Egon Schiele

18 de mai de 2011





Sopra dentro de si mesma



trivialidade, banalidade

banalidade quer ser trivial

trivialidade não quer o
banal




imagem: Egon Schiele

Rezas

17 de mai de 2011



o adeus sol-posto a um velho amigo (LI PO)

viu um coelho na lua

São Jorge havia abandonado o seu posto...

sem escudo corria risco de se apaixonar...

Rezas

15 de mai de 2011






Prepara-se para o impossível. Incerta e fraca, discordando da autoria, espera...enquanto algo permanece "roubando-(a) às claras" (TU FU)





Fado Tropical

13 de mai de 2011

"E se a sentença se anuncia bruta. Mais que depressa a mão cega executa. Pois que senão o coração perdoa". (Chico Buarque/ Ruy Guerra)

Deita-se, espreguiça ,
nada dura além
do gesto

de mais abrir

o abcesso...

Desapego 2

11 de mai de 2011


Nem ela sabia mais "tamanha a combustão lacônica das últimas horas"* A língua congelada na boca, atravessou.


*(Noll, Lorde,87).

Desapego

10 de mai de 2011


'Até o ponto de reemergir o brilho daquela bisonha saudade' (J.G. Noll .Lorde)
ela oferece os pulsos
a lotes de pessoas
orelhas tapadas
com tocas até os olhos
what it means? me?
...

letters not about love

7 de mai de 2011



Dar a volta

por cima

que eu

dei

quero ver

quem

histórias de fantasmas

6 de mai de 2011

Subiam à tona

um, dois, mais

corpos afogados no fundo

gelado do não.

Vinham com o aboio da tristura...

Goiás Velho: comentário musical

4 de mai de 2011









onde o tempo
para e espera
[onde]
aboio genuíno
a nota se alonga: Eh...boi...









Goiás Velho: cachoeira andorinhas

2 de mai de 2011


Segredos
Conversa ao pé do ouvido
Cortina d´água na nuca
dose instantânea
de felicidade.

Goiás Velho: procissão do fogaréu

1 de mai de 2011


Onde e quando
descobre
a combustão
 
Kiki Peixoto © 2008. Templates Novo Blogger